O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.



Post

Para incentivar a imunização coletiva da população com a vacina que é oferecida nos postos de vacinação dos municípios, o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) lançou uma campanha nas redes sociais da instituição mostrando imagens enviadas pelos seus integrantes do momento em que recebem o imunizante. "Temos que ter consciência e senso de responsabilidade", ressalta o Procurador-Geral de Justiça, Fernando da Silva Comin, ao falar sobre a principal motivação da campanha.

Os imunologistas e especialistas em saúde pública afirmam que todas as vacinas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde e distribuídas aos municípios são eficientes, já que foram aprovadas pela ANVISA e por agências internacionais, o que garante a segurança e a eficácia delas. "O mais importante é que 70% ou mais da população brasileira esteja vacinada, como previsto no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19, para que a imunização de fato auxilie no controle da pandemia", salienta o Coordenador do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos e Terceiro Setor (CDH) do MPSC, Promotor de Justiça Douglas Roberto Martins.

Quem se recusa a tomar a vacina por não acreditar no produto de determinado fabricante, além de tomar uma decisão sem qualquer fundamento científico e baseada apenas no preconceito e em informações falsas, está, na verdade, prejudicando a eficiência da campanha de vacinação de maneira geral e adiando a volta à normalidade. 

"Vacina boa é a que está no braço. Só assim nos protegemos e às pessoas com quem convivemos", conclui o Promotor de Justiça, repetindo a mensagem-chave da campanha do MPSC pela vacinação.

Post