O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.



O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve a condenação de um homem por latrocínio. A Promotoria de Justiça da Comarca de Fraiburgo comprovou que o réu matou e roubou um desafeto e a Justiça estabeleceu a pena de 26 anos e oito meses de reclusão em regime inicial fechado, além do pagamento de 10 dias-multa.  

O crime aconteceu em 17 de fevereiro deste ano, no bairro Santo Antônio, em Fraiburgo, no Meio-Oeste. Na manhã daquela quinta-feira, o réu José Augusto Dias foi até a casa da vítima, Deni dos Anjos, cobrar uma suposta dívida levando uma faca de 19 centímetros. 

Eles conversaram, mas não chegaram a um acordo, e José resolveu atacar Deni com a faca. Foram pelo menos 15 golpes em várias partes do corpo. Na sequência, o réu roubou R$ 325, o celular e o carro da vítima e pegou uma estrada vicinal. Vizinhos ouviram barulhos e chamaram a Polícia Militar. Deni foi encontrado morto. 

O réu foi localizado e preso no município de Curitibanos, a cerca de 55 quilômetros do local do crime, cerca de quatro horas após os fatos. Policiais contaram que no momento da prisão o réu estava com os pés sujos de sangue, bastante nervoso e tentando vender o carro no mercado negro por um valor bem abaixo da tabela.  

A Promotora de Justiça da 1ª Promotoria da Comarca de Fraiburgo, Fernanda Morales Justino, diz que a sentença é uma resposta positiva para a sociedade. "Essa condenação mostra para a população de Fraiburgo que as autoridades estão combatendo o crime e que os autores não ficarão impunes", diz a Promotora de Justiça.